onselectstart='return false'

Translate

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Massacre...Gritos da Candelária!

"Ele vai matar geral às 6hrs"

Igreja de Nossa Senhora.
Nossa Senhora da Candelária.
Sua fachada está apaixonada pela Baía de Guanabara.
E suas vestes em escalas coloniais.

Púlpitos de estruturas neoclássicas.
Onde canções cristãs reinam em todo teto da igreja.
Nossa Senhora.
Nossa Senhora da Candelária.
Com todo louvor, minha Senhora!

Mas...
No escândalo da violência pré-orquestrada.
Onde o cano da arma estava prestes a explodir em emoção.
Frente a Igreja de Nossa Senhora.
Ou a queima-roupa de um morador e seu colchão.

Policiais abertos ao fogo do inferno contente.
Apontaram suas armas para mais de 70 deliquentes.
E mataram...
Mataram com muito gosto.
Com o sorriso amarelo de uma cor gritante.
De uma voz alarmante.
Provinda do demônio humano.
E não de seu criador onipotente.

8 morreram perante o ato "sagrado".
Nossa Senhora!
Nossa Senhora da Candelária!
Sangue manchado na porta da igreja.
Onde os tiros ecoaram por todos os lados.
Rompendo para alguns...
A sintonia com a fé.


11, 13...18 anos.
Tudo deveria ter sido feito, talvez, por debaixo dos panos.
Mas os corpos estendidos por lá...apareceram entre a calçada e o chão.
Com o sangue em roupas, 23 de Julho...sem perdão.
E a amargura em seu rastro.

Nossa Senhora!
Nossa Senhora da Candelária!
Massacre, minha Senhora!
Massacre.

D´onde proveio o assassino Barbosa.
Barbosa do Nascimento.
Aguardando o momento certo.
Para aliviar a sua dor.
Matar sua angústia.
Puro torpor. Puro torpor...
Com maior entupimento de suas veias.
De suas veias...entupimento...com a porra de certas drogas!

Massacre, minha Senhora!
Massacre!
Sangue...Nascimento...Barbosa.
Entre os religiosos da igreja e seus quadros.
Manchados pelo sangue feito pelos policiais fétidos...putrefatos!
Nascendo assim, minha Senhora.
Nascendo assim...
O tal do assassino...
Do ônibus 1  7  4

Um comentário:

  1. Deixo aqui a você meus parabéns por lembrar de forma tão profunda, esse ato de crueldade, que nunca deverá ser esquecido, para que jamais volte a acontecer. P A R A B É N S ...

    ResponderExcluir